Desvio de esgoto Xylem reduz significativamente custo total de projeto

Quando uma concessionária de serviços públicos da Carolina do Norte (EUA) precisou substituir uma linha de esgoto pressurizada envelhecida, a Xylem a ajudou a desenvolver uma solução de desvio de esgoto. O uso das bombas elétricas Godwin e da Godwin Field Smart Technology gerou uma economia de milhares de dólares em mão de obra e de US$ 1 milhão em combustível.

Recentemente, a concessionária de serviços públicos Cape Fear Public Utility Authority (CFPUA) da Carolina do Norte participou de um projeto de melhoria de capital para ajudar a tratar de sua infraestrutura envelhecida. O projeto incluiu a substituição de uma linha pressurizada de tubos de ferro fundido dúctil, a qual era suscetível a transbordamentos de esgoto sanitário.

A CFPUA contratou a State Utility Contractors (SUC) para gerenciar e executar o projeto de recuperação. Tratava-se de uma empreitada complexa e multifacetada que, por fim, rendeu à SUC o respeitado prêmio Carolinas Associated General Contractors Pinnacle Award.

Desenvolvimento de um sistema de desvio de esgoto 100% redundante

O projeto de recuperação exigiu a substituição de aproximadamente 1.500 metros lineares de tubos pressurizados de ferro fundido dúctil de 20″. Para possibilitar a substituição dos tubos, um sistema de desvio de esgoto 100% redundante era necessário. O desvio precisou ser capaz de lidar com fluxos de pico máximo de 13,5 milhões de galões por dia (MGD).

ASSINE NOSSO BOLETIM

A SUC trouxe engenheiros da locadora Xylem local para trabalhar em estreita colaboração com os engenheiros consultivos da SUC e da Kimley-Horn na avaliação da complexidade do projeto e no desenvolvimento de um plano de desvio.

“Contar com a participação da Xylem no planejamento e na execução deste projeto serviu para nos tranquilizar de que estávamos atendendo às nossas necessidades”, afirma Dustin Wagner da State Utility Contractors. “A equipe de engenheiros deles conseguiu prever alguns dos desafios, o que economizou tempo, dinheiro e nos livrou de dores de cabeça durante o projeto. Eles têm a experiência para saber o que é necessário para fazer o trabalho e isso nos deu tranquilidade”.

Escolha de bombas de acionamento elétrico para economizar em diesel

O projeto de desvio de esgoto incluiu três componentes principais: duas estações de bombeamento grandes, oito estações de bombeamento menores e um plano de emergência. Para o primeiro componente do plano de desvio, os engenheiros da Xylem recomendaram a locação de bombas CD300M Dri-Prime de acionamento elétrico Godwin para as duas estações de bombeamento principais.

Eles escolheram as bombas de acionamento elétrico para economizar em diesel durante o projeto de sete meses. Cada uma dessas bombas Godwin foi designada como uma bomba de desvio principal e estava equipada com um Acionamento de frequência variável (VFD) Godwin, o que permitiu a alteração da velocidade das bombas elétricas de acordo com o fluxo.

O próximo componente do desvio foram as oito estações de bombeamento menores que alimentavam o desvio principal. Os engenheiros da Xylem recomendaram que a SUC instalasse válvulas temporárias (paradas de linha) nas extremidades de cada seção, como parte do sistema de desvio para reduzir o risco de vazamento. Por fim, a SUC instalou as paradas de linha e as removeu em seguida, após cada seção ser testada e reconectada.

Elaboração do plano de resposta a emergências

O terceiro e último componente do plano de desvio foi implantar planos de contingência no caso de emergências. Qualquer vazamento durante o funcionamento do desvio seria inaceitável, pois causaria impacto negativo no meio ambiente e nos cofres da SUC em virtude de possíveis multas significativas do órgão de proteção ambiental.

As equipes sabiam, no entanto, que a melhor forma de atenuar o impacto de um vazamento seria contar com um planejamento para esses casos, por isso, a SUC e a Kimley-Horn trabalharam em estreita colaboração para elaborar um plano de contingência de resposta a emergências devido a possíveis acidentes. O plano delineava como uma emergência poderia ser tratada, apresentava informações sobre como os equipamentos reservas seriam fornecidos e descrevia as medidas a serem tomadas para a implementação do plano.

Redução significativa de custos com mão de obra e combustível

Para operações de desvios de esgoto como as deste projeto recuperação, as concessionárias ou as empreiteiras normalmente montam um patrulha para “vigiar as bombas”. Essa patrulha deve monitorar o sistema 24 horas por dia, 7 dias por semana, para verificar se as bombas aguentam o fluxo necessário e para evitar possíveis desastres ambientais. Com o monitoramento automatizado 24/7 fornecido pela Godwin Field Smart Technology (FST), essa “vigia das bombas” manual in loco não foi necessária.

Com a implementação da tecnologia FST combinada com o uso das bombas principais de acionamento elétrico, a SUC economizou milhares de dólares em mão de obra e US$ 1 milhão em combustível, reduzindo de maneira significativa o custo total do projeto.

ASSINAR A IMPELLER

 

Série de artigos

Em foco: desafios atuais e futuros das empresas públicas

Começar a ler

Assine nosso boletim